Formação Modular

Formação Modular para Empregados

Identificação e Enquadramento do projeto
Entidade Beneficiária: 513217800, AESL – Associação Empresarial Serra da Lousã.
N.º da candidatura: POISE-01-3524-FSE-000258.
Título da operação: Formação Modular para Empregados e Desempregados.
Eixo Prioritário 1 – Promover a sustentabilidade e a qualidade do emprego.
Prioridade de Investimento 8.v – Adaptação à mudança dos trabalhadores, das empresas e dos empresários.
Tipologia da intervenção 1.08 – Formação modular para empregados e desempregados.
Programa Operacional Inclusão Social e Emprego.
Fundo – Fundo Social Europeu.

Financiamento
Custo total elegível: € 352 000,00
Comparticipação do FSE: € 299 200,00
Contribuição Pública Nacional: € 52.800,00

Síntese do projeto
Consciente que os níveis de qualificação dos recursos humanos são o garante da competitividade das empresas e da economia a AESL apresenta este projeto de modo a dar uma resposta às necessidades de qualificação dos ativos empregados da região e melhorar a empregabilidade da população ativa, de acordo com as necessidades das empresas que representa em articulação com os setores estratégicos e as necessidade de intervenção prioritária que este apresenta.
São elegíveis as ações de formação modular certificadas, reguladas pelo disposto na Portaria n.º 230/2008, de 7 de março, com a redação dada pelas Portarias n.º 711/2010, de 17 de agosto e n.º 283/2011, de 24 de Outubro, que a republica, estruturadas sob a forma de Unidades de Formação de Curta Duração (UFCD), de nível 2 a 4 do Quadro Nacional de Qualificações (QNQ), realizadas de acordo com os referenciais previstos no Catálogo Nacional de Qualificações (CNQ) disponível em www.catalogo.anq.gov.pt, no quadro de um determinado percurso formativo, com vista à obtenção de uma qualificação correspondente a uma determinada saída profissional.
Áreas Abrangidas

Objetivos
Este projeto, visa dar uma resposta especifica às necessidades de qualificação e de melhoria das competências, requeridas pelo mercado de trabalho, dos ativos empregados de modo a potenciar a sua empregabilidade através da:
• Promoção de ações de formação modular certificada de modo a dar resposta a necessidades de qualificação dos ativos empregados em contextos de mudança organizacional e processos de restruturação, com vista a aumentar as competências e os níveis de qualificação dos mesmos, contribuindo apara a manutenção do seu nível de emprego.

Metodologia
Garantir o acesso a módulos de formação de curta duração, capitalizáveis, realizados no quadro de um determinado percurso formativo, com vista à obtenção de uma qualificação correspondente a uma determinada saída profissional, através da realização de formação modular certificada (FMC).